Publicado por: vanuzacolombo | maio 17, 2010

O cego de nascença * Jesus cura a cegueira dos homens

“Vá se lavar na piscina de Siloé”. (Jo 9, 1-41)

Ao passar, Jesus viu um cego de nascença. Os discípulos perguntaram: “Mestre, quem foi que pecou, para que ele nascesse cego? Foi ele ou seus pais?” Jesus respondeu: “Não foi ele que pecou, nem seus pais, mas ele é cego para que nele se manifestem as obras de Deus. Nós temos que realizar as obras daquele que me enviou, enquanto é dia. Está chegando a noite, e ninguém poderá trabalhar. Enquanto estou no mundo eu sou a luz do mundo.” Dizendo isso, Jesus cuspiu no chão, fez baro com a saliva e com o barro ungiu os olhos do cego. E disse: “Vá se lavar na piscina de Siloé.” (Esta palavra quer dizer “O Enviado”). O cego foi, lavou-se, e voltou enxergando.
Os vizinhos e os que costumavam ver o cego, pois ele era mendigo, perguntavam: “Não é ele que ficava sentado, pedindo esmola?” Uns diziam: “É ele mesmo.” Outros, porém, diziam: “Não é ele não, mas parece com ele.” Ele, no entanto, dizia: “Sou eu mesmo.” Então lhe perguntaram: “Como é que seus olhos se abriram?” Ele respondeu: “O homem que se chama Jesus fez barro, ungiu meus olhos e me disse: ‘Vá se lavar em Siloé.’ Eu fui, me lavei, e comecei a enxergar.” Perguntaram-lhe: “Onde está esse homem?” Ele disse: “Não sei.”
Então levaram aos fariseus aquele que tinha sido cego. Era sábado o dia em que Jesus fez o barro e abriu os olhos do cego. Então os fariseus lhe perguntaram como é que tinha recuperado a vista. Ele disse: “Alguém colocou barro nos meus olhos, eu me lavei, e estou enxergando.” Então os fariseus disseram: “Esse homem não pode vir de Deus; Ele não guarda o sábado.” Outros diziam: ‘Mas como pode um pecador realizar esses sinais?” E havia divisão entre eles. Perguntaram outra vez ao que tinha sido cego: “O que você diz do homem que abriu seus olhos?” Ele respondeu: “É um profeta.”
As autoridades dos judeus não acreditaram que ele tinha sido cego e que tinha recuperado a vista. Até que chamaram os pais dele e perguntaram: “Este é o filho que vocês dizem ter nascido cego? Como e que ele agora  está enxergando?”
Os pais disseram: “Sabemos que é o nosso filho e que nasceu cego. Como é que ele agora está enxergando, isso não sabemos. Também não sabemos quem foi que abriu os olhos dele. Perguntem a ele. É maior de idade e pode dar explicação.”
Os pais do cego disseram isso porque tinham medo das autoridades dos judeus, que haviam combinado expulsar da sinagoga quem confessasse que Jesus era o Messias. Foi por isso que os pais disseram: “É maior de idade; perguntem a ele.”
Então as autoridades dos judeus chamaram de novo o homem que tinha sido cego e lhe disseram: “Confesse a verdade. Nós sabemos que esse homem é um pecador.” Ele respondeu: “Se ele é pecador, isso eu não sei; só sei que eu era cego e agora estou enxergando.” Eles insistiram: “Que é que ele fez? Como foi que abriu seus olhos?” Ele respondeu: “Eu já lhes disse, e vocês não me escutaram. Por que vocês querem ouvir de novo? Será que também vocês querem se tornar discípulos dele?” Então insultaram o cego curado e disseram: “Você é que é discípulo dele. Nós, porém, somos discípulos de Moisés.
Sabemos que Deus falou a Moisés, mas quanto a esse homem, nem sabemos de onde ele é.” Ele respondeu: “Isso é de admirar! Vocês não sabem de onde ele é. No entanto, ele abriu meus olhos. Sabemos que deus não ouve os pecadores, mas ouve aquele que o respeita e faz a sua vontade. Nunca se ouviu falar que alguém tenha aberto os olhos de um cego de nascença. Se esse homem não vem de Deus, não poderia fazer nada.” Eles disseram: “Você nasceu inteirinho no pecado e quer nos ensinar?” E o expulsaram.
Jesus, ouvindo dizer que tinham expulsado aquele que fora cego, foi à procura dele e perguntou-lhe: Você acredita no Filho do Homem?” Ele respondeu: “Quem é ele, Senhor, para que eu acredite nele?” Jesus disse: “Você o está vendo; é aquele que está falando com você.” O cego que tinha sido curado disse: “Eu acredito, Senhor.”  E se ajoelhou diante de Jesus. Então Jesus disse: “Eu vim a este mundo para um julgamento, a fim de que os que não vêem vejam, e os que vêem se tornem cegos.” Alguns fariseus que estavam perto dele ouviram isso e disseram: “Será que também somos cegos?” Jesus respondeu: “Se vocês fossem cegos, não teriam nenhum pecado. Mas como vocês dizem: ‘Nós vemos’, o pecado de vocês permanece.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: