Publicado por: vanuzacolombo | março 26, 2010

Luta com Deus

“Não o soltarei, enquanto você não me abençoar”. (Gn 32, 23-33)

Nessa noite, Jacó se levantou, pegou suas duas mulheres, suas duas servas, seus onze filhos e atravessou o vau do Jaboc. Jacó os pegou e os fez atravessar a torrente, com tudo o que possuía. E Jacó ficou sozinho. Um homem lutou com Jacó até o despertar da aurora. Vendo que não conseguia dominá-lo, o homem tocou a coxa dele, de modo que o tendão da coxa de Jacó se deslocou enquanto lutava com ele. Então o homem disse: “Solte-me, pois a aurora está chegando”. Jacó respondeu: “Não o soltarei, enquanto você não me abençoar”. O homem lhe perguntou: “Qual é o seu nome?” Ele respondeu: “Jacó”. O homem continuou: “Você já não se chamará Jacó, mas Israel, porque você lutou com Deus e com homens, e você venceu”. Jacó lhe perguntou: “Diga-me o seu nome”. Mas ele respondeu: “porque você quer saber o meu nome?” E aí mesmo o abençoou.
Jacó deu a esse lugar o nome de Fanuel, dizendo: “Eu vi Deus face a face e continuei vivo”. Ao nascer do sol, Jacó atravessou Fanuel e mancava por causa da coxa. Por isso, até hoje os israelitas não comem o nervo ciático, que está na articulação da coxa: é porque aquele homem feriu Jacó na articulação da coxa, no nervo ciático.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: